Última hora

Última hora

Irão acusa Israel de "terrorismo nuclear"

Em leitura:

Irão acusa Israel de "terrorismo nuclear"

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão reagiu à apresentação de Benjamin Netanyahu nas Nações Unidas e disse que se há um Estado a fazer terrorismo nuclear é Israel.

O primeiro-ministro israelita mostrou, na Assembleia-Geral, o desenho de uma bomba, representando o perigo do aumento do nível de enriquecimento de urânio no Irão.

“A promoção da segurança nuclear é da exclusiva responsabilidade dos Estados. O Conselho de Segurança tem de deixar de usar esses temas como pretexto para agir como um corpo legislativo. Em vez disso, deve cingir-se às responsabilidades que tem e usar a autoridade para agir contra os Estados que fazem ciberataques e sabotagens contra as instalações nucleares pacíficas e matam cientistas nucleares de outros países”, disse o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Ali Akbar Salehi.

Os Estados Unidos e Israel parecem agora estar a aproximar-se no que toca à resposta ao programa nuclear iraniano. Se a relação entre Obama e Netanyahu foi sempre tensa, os dois líderes concordam em impedir, por todos os meios, que Teerão venha a ter uma bomba nuclear.

Diz Charles Kupchan, professor de relações internacionais na Universidade de Georgetown:
“Obama disse claramente que um Irão nuclear é algo inaceitável. Se não houver um acordo em relação ao programa nuclear iraniano e as instalações de enriquecimento, nestes últimos meses de 2012 ou no início de 2013, penso que há uma forte probabilidade de um ataque militar dos Estados Unidos”.

Também em Israel aumenta o medo de um ataque por parte do Irão. Imagens tiradas nos últimos dias mostram uma corrida às máscaras de gás.