Última hora

Última hora

Espanha: Ajuda à banca fez disparar défice em 2011 e 2012

Em leitura:

Espanha: Ajuda à banca fez disparar défice em 2011 e 2012

Tamanho do texto Aa Aa

Mariano Rajoy e Luis de Guindos encontraram-se com o comissário europeu Olli Rehn, em Madrid, para analisarem a situação económica e o programa do executivo para cumprir os objetivos do défice.

Ao mesmo tempo os trabalhadores do metro e dos transportes públicos faziam greve, pela terceira vez em menos de sete dias, para protestarem contra as reformas implementadas pelo governo.

Esta greve acontece na altura em que Luis de Guindos, confirmou que as ajudas públicas ao setor bancário espanhol, fizeram disparar o défice público em 2011, de 8,96 para 9,44 por cento, e o deste ano, do objetivo de 6,3 para 7,4 por cento.

O aumento do défice representa, em termos globais, mais 16.600 milhões de euros de défice.

A agência de notação Moody’s considerou hoje que as estimativas para a recapitalização da banca espanhola podem ser insuficientes para recuperar confiança e a estabilidade do setor.

No seu relatório semanal de crédito a Moody’s estima que o setor necessita de entre 70 e 105 mil milhões de euros para se recapitalizar e enfrentar possíveis perdas.

Globalmente a Moody’s antecipa um impacto favorável do processo de recapitalização do “rating” de Espanha que a agência deverá rever nos próximos dias.