Última hora

Última hora

Geórgia: descontentamento social prejudica governo face a eleições

Em leitura:

Geórgia: descontentamento social prejudica governo face a eleições

Tamanho do texto Aa Aa

Denúncias de abusos contra prisioneiros numa das principais cadeias da Geórgia motivaram sentimentos anti-governo na reta final da campanha eleitoral.

Mas o descontentamento de muitos passa sobretudo pelas atuais condições de vida. O salário médio georgiano situa-se apenas no equivalente a 340 euros.

Um analista explica que a população “vê que não tem rendimentos suficientes, nem empregos ou bem-estar e é isso que alimenta protestos. A redistribuição social não chega a todos”.

O PIB do país continua a subir, mas o mesmo sucede com o desemprego, atingindo atualmente 15 por cento da população ativa.

Uma médica residente em Tbilissi diz que aquilo que deseja é “emprego para todos, especialmente para os mais jovens, bem como cuidados de saúde ao alcance de todos”.

O correspondente da euronews Sergio Cantone explica que a economia da Geórgia sofre os efeitos da recente guerra com a Rússia e de uma balança comercial deficitária com a União Europeia e os Estados Unidos:

“Os indicadores macroeconómicos sugerem que a Geórgia está a crescer. No entanto, esse crescimento não se reflete na distribuição dos recursos, sobretudo a nível social. Isso deve-se a dois fatores principais: o embargo russo às exportações georgianas e a falta de um acordo de associação com a União Europeia.”