Última hora

Última hora

Georgianos elegem Parlamento que terá poderes reforçados

Em leitura:

Georgianos elegem Parlamento que terá poderes reforçados

Tamanho do texto Aa Aa

Os georgianos são chamados esta segunda-feira às urnas para legislativas cruciais para o futuro do país.

O escrutínio é particularmente importante, já que as mudanças na Constituição vão conferir, a partir de 2013, um poder acrescido ao Parlamento e ao primeiro-ministro, em detrimento do presidente georgiano. O próximo chefe do governo terá, em grande medida, os comandos do destino da Geórgia.

O chefe da delegação do Conselho da Europa em Tbilissi, Luca Volonte, diz que “a situação de momento é boa, já que todos os líderes políticos afirmaram que vão aceitar os resultados, se cumprirem um padrão mínimo de uma eleição correta, e que vão participar ativamente no próximo Parlamento”.

A missão da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa denunciou, no entanto, uma campanha marcada pela “provocação” e “agressividade”.

Face às mudanças constitucionais, o presidente Mikhail Saakachvili espera que a vitória lhe permita manter-se nos comandos da Geórgia.

O principal rival do Movimento Nacional Unido de Saakachvili é a coligação Sonho Georgiano, dirigida pelo multimilionário Bidzina Ivanichvili.