Última hora

Última hora

Maioria de norte-americanas vota Obama

Em leitura:

Maioria de norte-americanas vota Obama

Tamanho do texto Aa Aa

O voto de 160 milhões de americanas vai ser determinante nas próximas eleições. As mulheres representam 52% da população. Dois terços estão inscritas nos colégios eleitorais e apoiam, inequivocamente, Obama

Jennifer Lawless, Diretora do Instituto de Estudos Políticos e da Mulher, na Universidade americana:

“Uma trabalhadora continua a ganhar em média 77 ou 78 cêntimos por cada dólar ganho por um homem. Quando pensamos no estatuto económico das mulheres e o comparamos ao dos homens, não é surpreendente que as mulheres se sintam mais inclinadas a apoiar os democratas e os homens apoiem mais facilmente os republicanos”.

Com as mulheres, as minorias étnicas constituem a
maior franja do eleitorado democrata. Para estes eleitores, a prioridade não é o déficit nem a política nuclear iraniana, mas sim a segurança social, a educação e as políticas sociais.

Lawless:

“Falamos sobre a definição da violação. Também debatemos se a contraceção deve ser acessível, mesmo se 99 % das mulheres afirmam que, nalgum momento da vida a utilizaram. Acho que, até certo ponto, estas eleições determinam um retrocesso em determinadas questões, se Mitt Romney vencer, e uma série de avanços em termos de autonomia, igualdade social e política para as mulheres, se Obama ganhar”.

Romney contra-ataca: sabe que as mulheres são o ponto fraco na candidatura. A situação agravou-se quando um senador republicano fez considerações sobre a verdadeira violação e Obama fez um novo vídeoclip para se aproveitar da situação.

Karen Tumulty, Washington Post:

“Acho que as mulheres, nestas eleições, vão votar maioritariamente a favor de Barack Obama, a questão é saber até que ponto: se forem mais do 53, 54 ou 55% os dados estão lançados.”

Romney e Obama vão estar num debate frente a frente, pela primeira vez, na próxima quarta-feira. . Paul Ryan enfrenta o vice de Obama, Joe Biden, no próximo dia 11, em Kentucky.

Stefan Grobe, correspondente da euronews, em Washington:
“Graças ao voto das mulheres, Obama tem vantagem sobre o rival republicano nas últimas sondagens, tanto a nível nacional como nalguns Estados decisivos. O candidato democrata pode ter perdido alguma magia, mas em geral, parece que as mulheres confiam mais nele do que em Mitt Romney.”