Última hora

Última hora

Ossétia do sul: o tema ausente da campanha eleitoral georgiana

Em leitura:

Ossétia do sul: o tema ausente da campanha eleitoral georgiana

Tamanho do texto Aa Aa

O tema dos refugiados da Ossétia do sul passou quase desapercebido na campanha para as legislativas georgianas.

No campo de Tserovani, junto à fronteira com a república separatista invadida em 2008 pelas tropas russas, oito mil refugiados votaram esta segunda-feira, sem esperança de regressar a casa.

Uma refugiada afirma: “eu queria votar, mas o meu nome não estava na lista eleitoral, uma vez que não me concederam ainda o estatuto de refugiada”.

A derrota das tropas georgianas no conflito de cinco dias de 2008 continua a ser um dos principais calcanhares de Aquiles do pró-ocidental Mikhail Saakashvilli, acusado pela oposição de ter virado as costas à Rússia.

O enviado da euronews, Sergio Cantone, lembra que, “o tema dos refugiados esteve quase ausente da campanha, mas continua presente e à espera de uma resolução, devendo ocupar a agenda do próximo governo e do próximo presidente, tanto em termos de política doméstica, como de política externa”.