Última hora

Última hora

Espanha: Forte subida do desemprego em setembro

Em leitura:

Espanha: Forte subida do desemprego em setembro

Tamanho do texto Aa Aa

Forte progressão do desemprego em Espanha em setembro. Com o fim da estação turística, o setor dos serviços acelerou os despedimentos. Entre agosto e setembro a taxa subiu 1,7% e, segundo o Ministério do Trabalho, há quatro milhões e 700 mil espanhóis sem trabalho.

Face aos rumores e desmentidos de um pedido de resgate iminente, um espanhol afirma: “É um empréstimo que terá de ser reembolsado. Na minha opinião é melhor evitá-lo, mas se não temos escolha teremos de o pedir”.

Outra desempregada acrescenta: “Penso que não é bom, porque a situação é crítica. A crise é enorme. As pessoas precisam de dinheiro e a situação está muito má”.

Com o mercado à espera de um pedido de resgate de Espanha, a agência Moody’s contesta os resultados dos testes de resistência feitos aos bancos e diz que a situação é pior.

O serviço de investimento da agência de notação considera que os bancos espanhóis poderão precisar até 105 mil milhões de euros para fazer face aos prejuízos e respeitar os rácios de capital exigidos. Um valor muito acima dos 53 mil milhões anunciados por Madrid na semana passada.