Última hora

Última hora

Ivanishvilli: "difícil mas não impossível" conciliar aproximação à Rússia com UE e NATO

Em leitura:

Ivanishvilli: "difícil mas não impossível" conciliar aproximação à Rússia com UE e NATO

Tamanho do texto Aa Aa

O vencedor das legislativas georgianas assegura que não pretende modificar a relação do país com a NATO e a União Europeia.

Entrevistado pela euronews, em Tbilisi, Bidzina Ivanishvilli, líder da coligação “sonho georgiano”, reafirmou a vontade de assumir o cargo de primeiro-ministro do país, sublinhando que, “segundo a nova constituição da Geórgia, o primeiro-ministro é a principal figura do Estado”.

Sobre a política externa, Ivanishvilli defende a manutenção das relações com a NATO, a União Europeia e a Rússia.

“Claro que numa primeira fase poderá parecer contraditório conciliar tudo, mas necessitamos que esta política funcione, pois não vamos mudar a nossa estratégia relativamente à União Europeia e à NATO. Nós precisamos de inspirar-nos nas experiências de outros países como os estados bálticos que entraram na NATO e na UE e conseguiram normalizar as relações com a Rússia. Isto vai ser difícil mas não impossível”.

A entrevista completa com o futuro primeiro-ministro georgiano será difundida esta quarta-feira na euronews.