Última hora

Última hora

Governo português recua na TSU mas aumenta o IRS

Em leitura:

Governo português recua na TSU mas aumenta o IRS

Tamanho do texto Aa Aa

A rua ganhou a batalha mas a guerra da austeridade está longe de estar ganha. O governo português recuou na TSU mas aumentou o IRS.

O anúncio foi feito, esta quarta-feira, por Vítor Gaspar, ministro das Finanças.

Para 2012, o governo prevê um aumento extraordinário de 4% do IRS; e prevê uma revisão do imposto sobre o rendimento, passando dos atuais 8 escalões para apenas cinco.

“A taxa média efetiva do IRS passa de 9,8% para 11,8%. Naturalmente, quando maior o rendimento, maior a taxa média de imposto. Estas alterações foram feitas de forma a garantir uma contribuição significativa para uma distribuição mais igualitária do rendimento em Portugal”, explica o ministro, que admite que o País esteve à beira da bancarrota e que este é o caminho a seguir para reduzir o défice e garantir o futuro de Portugal.

Palavras que não convencem os sindicatos que já convocaram uma greve geral para o próximo dia 14 de outubro.