Última hora

Última hora

Reino Unido: Miliband tenta reforçar popularidade no fecho do congresso trabalhista

Em leitura:

Reino Unido: Miliband tenta reforçar popularidade no fecho do congresso trabalhista

Tamanho do texto Aa Aa

Num discurso enérgico, sem notas e púlpito, o líder dos trabalhistas britânicos tentou convencer a opinião pública de que tem o perfil de um futuro primeiro-ministro.

Ed Miliband encerrou o congresso anual do partido em Manchester com uma alocução de mais de uma hora, durante a qual acusou o chefe do governo conservador, David Cameron, de ter virado as costas ao princípio da unidade:

“Não se pode ser um primeiro-ministro de uma nação, se tudo o que se tenta é dividir o país, entre o Norte e o Sul, entre o público e o privado, entre os que podem trabalhar e os que não podem. Já viram um primeiro-ministro ou um governo mais incompetente, inútil, desligado da realidade, incumpridor de promessas, desregulado ou lamentável?”

Os trabalhistas lideram nas sondagens, mas Miliband sofre de um défice de popularidade: só um em cada cinco britânicos o vê como primeiro-ministro em 2015.