Última hora

Última hora

Síria: refugiados em greve de fome para exigir abertura de fronteira turca

Em leitura:

Síria: refugiados em greve de fome para exigir abertura de fronteira turca

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de refugiados sírios na cidade Atma, junto à fronteira turca, iniciaram uma greve de fome para protestar contra as fracas condições sanitárias do campo onde se encontram e pedir ao governo de Ancara que abra as fronteiras.

A Turquia condicionou as entradas no país depois de de ter recebido mais de 90 mil refugiados sírios.

O porta-voz do campo de refugiados de Atma explica que deram início a “uma greve [de fome] por tempo indeterminado, até que [as autoridades turcas] abram as fronteiras de forma permanente e não de forma limitada, a 100 ou 200 pessoas por semana”.

Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, mais de 300 mil sírios fugiram dos combates para os países vizinhos e o número deverá duplicar até ao fim do ano.

Os 18 meses de conflito na Síria fizeram mais de 31 mil mortos, na maioria civis, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Na segunda cidade do país, Aleppo – completamente devastada -, continuam os combates entre os rebeldes e o exército. Damasco enviou reforços para face há ofensiva rebelde lançada há seis dias.