Última hora

Última hora

Síria pede desculpas à Turquia mas Ancara aprova medidas "dissuasivas"

Em leitura:

Síria pede desculpas à Turquia mas Ancara aprova medidas "dissuasivas"

Tamanho do texto Aa Aa

Evitar a guerra entre a Síria e a Turquia é, agora, a prioridade. Damasco apresentou desculpas a Ancara, pelo ataque de Akçakale. E Ancara, através do Parlamento, aprovou uma moção de contingência, que autoriza os militares turcos a avançar sobre território sírio, em caso de necessidade. Uma medida meramente “dissuasiva”, reitera o governo turco, que reconhece, contudo, o pedido de desculpas sírio.

Beşir Atalay, o vice-primeiro ministro turco, declarou: “A Síria admite o ataque e pede desculpas. E prometeu que isto não vai repetir-se. As Nações Unidas serviram de mediadores e falaram com a Síria, na quarta-feira à noite, e a Síria fez estas declarações pela voz da ONU.”

Ao início da manhã, o exército turco bombardeou vários pontos ao longo da fronteira síria, em torno de Tall al-Abyad, matando “vários soldados” do regime de Bashar al-Assad, segundo o Observatório Sírio dos Direitos do Homem.

Depois do abate de um avião de caça turco, pelo exército sírio, em junho, o ataque sírio à aldeia de Akçakale, que provocou a morte de 5 civis – uma mãe e os seus filhos – foi a gota de água para Ancara.