Última hora

Última hora

Venezuela: Capriles e Chavez queimam últimos cartuchos

Em leitura:

Venezuela: Capriles e Chavez queimam últimos cartuchos

Tamanho do texto Aa Aa

O candidato da oposição venezuelana, Henrique Capriles Radonski, pediu quarta-feira ao atual Chefe de Estado e candidato à reeleição, que “se despeça em paz” e veja a Venezuela ser o que os venezuelanos querem.

“O tempo do candidato do governo chegou ao fim. Quero que vá em paz. Quero que amanhã se despeça em Caracas. Desejo-lhe longa vida porque quero que veja uma geração mudar a Venezuela”, disse.

Há 14 anos na presidência da Venezuela, Hugo Chavez espera ser reeleito no domingo para mais seis anos, com os quais cumpriria duas décadas no poder a instaurar no país um regime que define como “socialismo do século XXI”.

“Já vos disse que ninguém deve baixar a guarda. Pelo contrário, devemos aumentar o esforço nestes dias que restam para conseguir o maior número de votos para Chavez no dia 7 de outubro”, afirmou Chavez.

Amado pelos seus simpatizantes, Chavez é acusado pelos seus detratores de ser totalitarista e de pretender criar um regime à imagem de Fidel Castro, por quem não esconde ter uma profunda simpatia.