Última hora

Última hora

A Educação no Egito

Em leitura:

A Educação no Egito

Tamanho do texto Aa Aa

São muitos, os desafios e incertezas que o Egito enfrenta após a Primavera Árabe, incluindo o de reforçar um sistema político ainda incipiente. E as escolas? Como estão a reagir? Viajamos até ao Cairo para um olhar sobre a educação no Egito.

Sob o regime de Hosni Mubarak, a educação enfrentou múltiplos problemas e muitos dos que tomaram as ruas exigindo mudanças eram professores e estudantes. Mas será que conseguiram o que pretendiam, ou apenas mais do mesmo? Quais são os planos do novo governo?

17 Milhões, é aproximadamente o número de analfabetos no Egito, segundo as estatísticas mais recentes. Apesar dos esforços do Estado e das organizações não-governamentais, o analfabetismo continua a ser um dos principais problemas das famílias, especialmente das mais pobres. A situação das mulheres é igualmente grave, representando 20% dos iliterados no país

Mas nem tudo são tristezas e desgraças na educação. A Universidade do Cairo, uma das mais prestigiadas instituições egípcias, mantém a sua posição entre as melhores 500 universidades do mundo, segundo a classificação da Universidade de Xangai.