Última hora

Última hora

Venezuela: Chávez e Capriles fecham campanha para as presidenciais

Em leitura:

Venezuela: Chávez e Capriles fecham campanha para as presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

Hugo Chávez joga o tudo por tudo antes das presidenciais de domingo. O chefe de Estado venezuelano está no poder há quase 14 anos e luta por mais um mandato de seis anos. Em Caracas, perante centenas de milhares de apoiantes, o político que encarna a esquerda antiamericana na América Latina prometeu a vitória no encerramento da campanha eleitoral.

Hugo Chávez afirma estar curado do cancro que o obrigou a um tratamento em Cuba. Mas se o antigo militar venceu a doença, agora corre o risco de ser batido na corrida presidencial. Pela primeira vez desde que chegou ao poder, a oposição apresenta um candidato credível. O jovem Henriques Capriles ameaça roubar a presidência a Chávez, apesar das sondagens apontarem para uma ligeira vantagem do presidente. Em Lara, o ex-governador do estado de Miranda prometeu um dia histórico no domingo, no qual serão “abertas as portas do futuro da Venezuela”.

A responsabilidade da escolha está nas mãos de 19 milhões de eleitores. A incerteza do resultado está a criar um sentimento de medo. A campanha eleitoral ficou marcada por alguns atos de violência e são muitas as pessoas que por estes dias decidiram encher as despensas.