Última hora

Última hora

Espanhóis mostram cartão vermelho à austeridade

Em leitura:

Espanhóis mostram cartão vermelho à austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

São imagens que se repetem, hoje, de norte a sul de Espanha. Um mar de gente saiu à rua em mais de 50 cidades para dizer basta à austeridade.

Um protesto convocado por centena e meia de organizações e apoiado pelos socialistas do PSOE e pela Esquerda Unida, na oposição.

Os manifestantes contestam os cortes previstos no Orçamento de Estado para 2013

“Estão a destruir o nosso sistema nacional de saúde, os nossos direitos e isso não é justo.
Pedimos aos responsáveis por esta fraude que assumam as responsabilidades” afirma uma mulher.

O Orçamento de Estado para o próximo ano já foi considerado o mais austero das últimas décadas. Os espanhóis não se conformam.

“Estão a tentar retirar-nos todos os direitos sociais.
É uma vergonha. Fizemos cair o governo de Franco e vamos fazer o mesmo com este” refere uma manifestante

Os dirigentes sindicais exigem um referendo à política de austeridade, numa altura que o pedido de auxílio financeiro internacional parece iminente.

A vaga de contestação promete continuar em Espanha, país que conta atualmente com cerca de seis milhões de desempregados.