Última hora

Última hora

Aldeia russa quer aderir à UE para protestar contra portagem

Em leitura:

Aldeia russa quer aderir à UE para protestar contra portagem

Tamanho do texto Aa Aa

Um protesto local sobre uma portagem de auto-estrada, nos arredores de Moscovo, transformou-se subitamente num movimento separatista.

Os habitantes da aldeia de Shebantsevo, nos arredores do aeroporto da capital russa, declararam a independência da localidade e afirmam querer aderir à União Europeia.

Um grupo de habitantes da auto-proclamada “República Democrática Russa”, explica as reivindicações:

“Constatámos que os interesses da população local, dos grupos étnicos que vivem na Rússia não são respeitados, nem pelo estado federal, nem pela federação russa. E por isso tomámos a decisão de alterar o estatuto legal do distrito de Domodedovo e lançámos o processo para criar uma república democrática independente que deverá integrar a comunidade europeia, a União Europeia, e assim tornar-se parte da Europa”.

Na base da revolta, está a construção de uma portagem numa auto-estrada vizinha, depois desta ter sido rejeitada, em referendo, por 95% da população.

O Kremlin terá agora agora de decidir se retira a portagem, ou se aceita ter um enclave europeu às portas do aeroporto da capital.