Última hora

Última hora

Romney quer uma política externa de "ação"

Em leitura:

Romney quer uma política externa de "ação"

Tamanho do texto Aa Aa

Mitt Romney vai apoiar militarmente a oposição síria caso seja eleito para presidente dos Estados Unidos

Num discurso sobre política externa no Instituto Militar da Virgínia, o candidato republicano à Casa Branca não poupou críticas a Barack Obama na forma como geriu diferentes crises.

“Sei que o presidente deseja um Médio Oriente com maior liberdade, segurança e prosperidade. Eu partilho esta esperança, mas esperança não é estratégia. Não podemos apoiar os nossos amigos e derrotar os inimigos no Médio Oriente se as palavras não forem acompanhadas por ações” afiram Romney.

Ação é, também, o que propõe o ex-governador do Massachusetts para resolver questões como o programa nuclear iraniano:

“Não hesitarei em impor novas sanções contra o Irão e em restringir as que já existem, mas a bem da paz devemos mostrar ao Irão, através de ações e não de palavras, que a atividade nuclear não vai ser tolerada.”

As sondagens mostram que Romney tem vindo a recuperar terreno junto dos eleitores. A prestação do candidato no primeiro debate presidencial deu um novo alento à campanha republicana.

Barack Obama continua a liderar as intenções de voto, mas apenas por dois pontos percentuais.