Última hora

Última hora

Egito: Amnistia para os detidos durante o processo revolucionário

Em leitura:

Egito: Amnistia para os detidos durante o processo revolucionário

Tamanho do texto Aa Aa

No Egito, o presidente decidiu amnistiar todos os prisioneiros políticos detidos pelo exército durante a revolução que levou à queda de Hosni Mubarak.

A amnistia abrange todas as pessoas já condenadas pela justiça e as que estão sob investigação ou aguardam julgamento.

Um grupo ativista egípcio calcula que cerca de cinco mil pessoas se encontram ainda detidas.

O perdão foi anunciado cem dias depois de Mohamed Morsi ter tomado posse como o primeiro presidente eleito do Egito e na véspera do primeiro aniversário “de maspero” durante o qual duas dezenas de pessoas foram mortas pelas forças da ordem, quando protestavam contra o incêndio de uma igreja copta.