Última hora

Última hora

Eurogrupo dá utimato à Grécia

Em leitura:

Eurogrupo dá utimato à Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

A análise do relatório da troika sobre as reformas na Grécia ocupou grande parte da reunião do Eurogrupo, que decorreu esta segunda-feira no Luxemburgo.

Os ministros da Finanças da zona euro querem que a Grécia dê provas de determinação na aplicação das medidas até ao dia 18 de outubro.

Já em relação a Portugal, o presidente do Eurogrupo, Jean Claude Junker, afirmou:

“Estamos confiantes na capacidade de Portugal em cumprir o programa e voltar aos mercados no próximo ano. Estou profundamente impressionado com o que o governo português e o povo português têm estado a fazer até agora”.

Esta foi também a reunião em que o Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) foi oficializado. Um instrumento ao qual a Espanha poderá ser o primeiro país a recorrer.

“Agora que o Mecanismo é uma realidade, a política de esperar para ver por parte da Espanha pode pôr em risco a sua eficácia. Na verdade, ainda não é claro se a intervenção em Espanha se limitará aos bancos ou se será mesmo de um resgate financeiro. E esta incerteza aumenta as tensões nos mercados financeiros”., afirma o enviado da euronews, Enrico Bona.

Bruxelas pede rigor a Espanha, ao mesmo tempo que apela ao Chipre que conclua rapidamente um acordo de resgate com a troika para relançar a economia, no dia em que a agência de notação financeira Moody’s degradou fortemente a nota da divida cipriota e lhe acrescentou uma perspetiva negativa.