Última hora

Última hora

França: Descobertos componentes para fabricar bombas durante investigação a extremistas islâmicos

Em leitura:

França: Descobertos componentes para fabricar bombas durante investigação a extremistas islâmicos

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia francesa descobriu componentes para fabricar bombas durante a investigação do grupo de 12 extremistas islâmicos desmantelado no fim de semana.

O procurador de Paris, François Molins, referiu que o prazo de detenção dos 12 membros da célula descoberta no sábado vai ser prolongado excecionalmente por um quinto dia devido à “extrema perigosidade” daquele grupo.

O procurador sublinhou ainda não ser certo que os dois autores do lançamento de uma granada na cidade de Sarcelles a 19 de setembro estejam entre os detidos.

“Estamos clara e objetivamente perante uma célula terrorista de extrema perigosidade. Não está estabelecido que os dois indivíduos que perpetraram o atentado com uma granada defensiva contra a mercearia, tenham sido presos e se encontrem nas mãos da polícia e da justiça”, disse.

Doze pessoas foram detidas no sábado no âmbito de uma investigação aberta na sequência de um atentado com granada defensiva contra uma loja de judeus em Sarcelles a 19 de setembro, do qual resultou um ferido ligeiro.

Também no sábado, o presumível líder do grupo, identificado como Jeremie Sidney, de 33 anos, morreu num confronto armado com os agentes da polícia quando estes se preparavam para o deter num andar em Estrasburgo, no noroeste do país.