Última hora

Última hora

Hezbollah assume envio de drone para Israel

Em leitura:

Hezbollah assume envio de drone para Israel

Tamanho do texto Aa Aa

O Hezbollah admitiu que enviou um drone para Israel, com o objetivo de fotografar a central nuclear de Dimona. As imagens do abate do aparelho por um míssil tinham sido divulgadas por Israel.

O movimento xiita libanês confirmou o que o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, tinha dito sobre a origem do aparelho.

O chefe supremo do Hezbollah, Hassan Nasrallah, disse que o drone percorreu várias dezenas de quilómetros em território israelita, antes de ser abatido. O aparelho foi fabricado no Irão e enviado a partir do Líbano. Não foi a primeira vez que o Hezbollah conseguiu sobrevoar Israel desta forma.

Em resposta ao ato do Hezbollah, Netanyahu prometeu proteger com determinação as fronteiras israelitas, marítimas e terrestres, por terra, ar e mar.

Num discurso junto à fronteira com o Egito, Netanyahu falou ainda de como Israel conseguiu deter o tráfego de armas através dos túneis no Sinai. No entanto, a determinação do chefe do governo não apaga a imagem de vulnerabilidade deixada por este episódio.

O Hezbollah, que os Israelitas não conseguiram desalojar do vizinho Líbano, continua a ameaçar diretamente o Estado Hebraico e prometeu novas ações contra Israel.