Última hora

Última hora

Paquistão mobiliza-se contra o ataque a Malala

Em leitura:

Paquistão mobiliza-se contra o ataque a Malala

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades paquistanesas estão à procura do agressor da jovem MalalaYusufzai e oferecem uma recompensa de quase cem mil euros contra a informação do paradeiro do suspeito.

Entretanto milhares de pessoas manifestaram-se por todo o país em protesto contra este ataque. O governo afirma que Malala se transformou num “ícone de paz” e apela à oração pela sua vida.

Uma ativista dos direitos das mulheres afirma:
“Hoje estamos todos aqui para demonstrar solidariedade com Malala. Queremos dizer e enviar um sinal para os talibãs: o que quer que seja que aconteça, não deixaremos este país cair”

A jovem de 14 anos está em coma no hospital de Peshawar e poderá ser enviada para tratamento no estrangeiro, mas não foi divulgado o país que poderá acolhê-la. A decisão será tomada nas próximas 48 horas.

Esta quarta-feira, o ministro da Justiça e o chefe do estado maior do exército foram visitá-la e manifestar o apoio à família.