Última hora

Última hora

Novas manifestações de apoio a Malala no Paquistão e Afeganistão

Em leitura:

Novas manifestações de apoio a Malala no Paquistão e Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

No Paquistão e no Afeganistão voltaram a produzir-se manifestações de apoio à jovem ativista Malala Yusufzai, vítima de um atentado talibã.

Em Islamabad, dezenas de professoras e alunas de um instituto religioso lembraram o combate da militante de 14 anos pelo direito das mulheres à educação.

Uma professora sublinha que “o terrorismo não tem qualquer relação com o Islão. O Profeta tornou a educação obrigatória para cada muçulmano, homem ou mulher, e avisou contra qualquer ataque contra mulheres, idosos ou crianças”.

Numa escola de Karachi, os mais novos demonstravam o desejo pela rápida recuperação de Malala.

A militante de 14 continua sob respiração artificial no hospital militar de Rawalpindi, depois de ter sido alvejada na cabeça e no ombro. Um porta-voz do Exército paquistanês disse que, este sábado, a jovem mexeu as mãos e os pés.

As manifestações de apoio tiveram eco no Afeganistão. A totalidade das escolas do país organizou uma oração por Malala, que se tornou num ícone da paz e da luta pelo acesso à educação.