Última hora

Última hora

Paquistão: Malala transferida para o Reino Unido

Em leitura:

Paquistão: Malala transferida para o Reino Unido

Tamanho do texto Aa Aa

A estudante Paquistanesa vítima de um ataque Talibã foi transferida, esta segunda-feira, para o Reino Unido para prosseguir os tratamentos médicos.

Gravemente ferida no ombro e na cabeça, Malala Yousufzai apresenta sinais satisfatórios de recuperação mas necessita de cuidados prolongados, segundo os médicos.

Por razões de segurança, a deslocação da adolescente de 14 anos só foi anunciada pelo governo paquistanês, após a descolagem do avião-ambulância cedido pelos Emirados Árabes Unidos.

Num comunicado, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague, saudou a valentia da jovem Malala, “na defesa do direito à educação para todas as raparigas no Afeganistão”.

Desde o ataque talibã contra um autocarro escolar no Vale de Swat, na terça-feira passada, que as manifestações de solidariedade se multiplicam.

Dezenas de milhares de pessoas concentraram-se ontem em Karachi para condenar a ação dos Talibã e exigir uma reação do governo.

Desde o ataque contra Malala que os suspeitos continuam a monte. A polícia paquistanesa ofereceu uma recompensa de cem mil dólares por qualquer informação relativa aos autores da ação, atribuída ao movimento talibã paquistanês.