Última hora

Última hora

Residência vigiada para opositor russo Sergei Udaltsov

Em leitura:

Residência vigiada para opositor russo Sergei Udaltsov

Tamanho do texto Aa Aa

Sergei Udaltsov, opositor ao regime de Vladimir Putin, está livre, mas sob controlo judiciário com residência vigiada.

É acusado de planear “desordens em massa”.

“É uma nova vaga de regressão”, gritava, pelas ruas de Moscovo, o ativista, enquanto era conduzido aos serviços federais de investigação, que dependem diretamente do presidente:

Segundo um documentário transmitido pela televisão estatal, Udaltsov preparar-se-ia para tomar o poder a Putin, com a ajuda de políticos da Geórgia.

“Gostaria de avisar todos aqueles que pensam que podem organizar, impunemente, no nosso país, desordens em massa e ataques terroristas que ponham em risco a vida e a integridade de civis, que estão a subestimar o profissionalismo dos nossos serviços especiais e não conhecem a lei e o código penal”, ameaça Vladimir Markin, porta-voz dos serviços federais de investigação.

Perante o crime de que é acusado, Udaltsov incorre numa pena de até 10 anos de prisão. Sergei Udaltsov é o líder da Frente de Esquerda, um partido extremista. Juntamente com outros opositores do Kremlin, igualmente detidos, tem organizado e participado em manifestações anti-Putin.

No Parlamento, a oposição acusa Vladimir Putin de tentar enfraquecer os movimentos contestatários, enquanto toma o pulso à sociedade civil.