Última hora

Última hora

Cimeira europeia: Dia 2 poucas horas depois do acordo de supervisão bancária

Em leitura:

Cimeira europeia: Dia 2 poucas horas depois do acordo de supervisão bancária

Tamanho do texto Aa Aa

Segundo dia de cimeira europeia, poucas horas depois do anúncio dos líderes europeus de um acordo para a criação de um supervisor bancário.

O acordo foi alcançado já passava das quatro da manhã. Ao que tudo indica as dificuldades nas negociações deveram-se ao diferendo entre Alemanha e França.

À chegada esta manhã, o Presidente francês, François Hollande, fez questão de defender que “foi alcançado um bom acordo, com um calendário definido, que tem em conta o conjunto dos bancos, com uma vontade de aplicar os mecanismos. É um bom acordo e é preciso vê-lo como tal.”

Os contornos legais do novo mecanismo de supervisão bancária deverão estar prontos até ao final do ano para ser apresentado e posto em prática de forma progressiva no decorrer de 2013. O funcionamento efetivo do mecanismo só vai começar em 2014.

O acordo prevê que o Banco Central Europeu seja a entidade supervisora e terá poder para intervir na totalidade dos seis mil bancos da zona euro, uma medida que não é do agrado da Alemanha, que queria um campo de intervenção limitado.

O outro ponto de discórdia entre Paris e Berlim era o calendário para a aplicação do mecanismo. A chanceler alemã, Angela Mergel, tenta conquistar mais um mandato em setembro de 2013 e temia que a medida a pudesse prejudicar.