Última hora

Última hora

Escândalo de pedofilia na BBC

Em leitura:

Escândalo de pedofilia na BBC

Tamanho do texto Aa Aa

De “tesouro nacional” a “pedófilo”, assim foi destruída, em menos de duas semanas, a reputação do falecido apresentador da BBC, Jimmy Savile.

A Scotland Yard abriu um inquérito criminal ao caso e a grande dúvida está neste momento em saber se a direção da televisão pública britânica terá fechado os olhos, ou tentado encobrir, os alegados abusos de menores cometidos por uma das caras mais conhecidas dos écrans nas últimas quatro décadas.

Tendo em conta as provas que garante ter em mão, o responsável de uma associação de proteção de crianças não tem dúvidas em afirmar que “Jimmy Savile parece ser um prolífico predador sexual que atacou várias raparigas e outras crianças durante um longo período de tempo”.

Não deixa de ser estranho que Savile tenha conseguido passar pelo escrutínio de Windsor, sendo investido cavaleiro pela rainha.

A ruína de Sir Savile, que morreu no ano passado aos 84 anos, foi provocada pela difusão de um documentário em que são entrevistadas alegadas vítimas do antigo apresentador. Um trabalho realizado pela ITV, uma das concorrentes privadas da televisão pública britânica.

Na mira da justiça e da opinião pública está também o ex-diretor da BBC e recém-nomeado diretor executivo do New York Times, Mark Thompson sob o qual recaem suspeitas de ter travado a investigação para uma reportagem sobre o caso na televisão pública.