Última hora

Última hora

Confusão sobre detenção de figuras do antigo regime no aniversário da morte de Kadhafi

Em leitura:

Confusão sobre detenção de figuras do antigo regime no aniversário da morte de Kadhafi

Tamanho do texto Aa Aa

As celebrações do primeiro aniversário da morte de Muammar Kadhafi, em Tripoli, contrastam com os combates que continuam a fazer vítimas no Oeste da Líbia.

Apesar do ambiente festivo, na capital, vivia-se uma situação confusa após relatos contraditórios acerca da captura de figuras do antigo regime.

Um residente de Tripoli dizia estar “feliz, porque capturaram o filho do tirano (…) em Bani Walid. É uma prenda que nos deram os revolucionários, que permitirá resolver um dos problemas da Líbia e viver com estabilidade”.

O filho do antigo ditador, Khamis Kadhafi, chefe de uma das mais temidas brigadas das forças do regime deposto, foi dado como morto em várias ocasiões, inclusivamente pelos seus próximos, em Outubro do ano passado.

Este sábado, circularam informações contraditórias acerca da sua captura e morte durante combates em Bani Walid, no Oeste da Líbia, que fizeram pelo menos 26 mortos e 200 feridos.

O gabinete do primeiro-ministro líbio anunciou também a detenção do antigo porta-voz de Kadhafi, Moussa Ibrahim, mas ao início da noite as autoridades voltavam atrás com a palavra.

O próprio Ibrahim terá desmentido a informação através de uma gravação áudio colocada na rede social Facebook.