Última hora

Última hora

Visita de Brahimi a Damasco ensombrada por explosão mortal

Em leitura:

Visita de Brahimi a Damasco ensombrada por explosão mortal

Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que Bashar al-Assad recebeu o mediador internacional Lakhdar Brahimi, Damasco volta a ser abalada por uma violenta explosão, desta feita junto a uma esquadra de polícia no bairro cristão de Bab Toma, em pleno centro histórico. Há registo de, pelo menos, dez vítimas mortais.

Ao que tudo indica, o ataque foi provocado pelo rebentamento de um carro armadilhado, ensombrando a visita do enviado da ONU e da Liga Árabe. Não obstante, Brahimi fez um apelo a todos os sírios: o de um cessar-fogo por altura da festa religiosa de al-Ahda, que decorre no próximo dia 26.

Para o mediador, a decisão tem de partir unilateralmente das partes em confronto e, a ser implementada, poderá constituir uma base para um futuro diálogo. Caso contrário, salvaguarda o emissário, tem de se “continuar a procurar uma solução para o povo sírio.” Damasco respondeu prontamente, dizendo que aguarda garantias do lado dos rebeldes.

O mais recente atentado na capital síria sucede a uma noite em que se multiplicaram as ofensivas militares do regime. Segundo o Observatório dos Direitos Humanos nacional, mais de 140 pessoas foram mortas durante o dia de sábado.