Última hora

Última hora

Maioria absoluta do PP na Galiza não chega para tranquilizar Rajoy

Em leitura:

Maioria absoluta do PP na Galiza não chega para tranquilizar Rajoy

Tamanho do texto Aa Aa

O resultado das eleições autonómicas na Galiza e no País Basco parece longe de reforçar a posição do governo conservador espanhol.

Se no bastião e terra-natal de Mariano Rajoy, o Partido Popular (PP) conseguiu aumentar a sua maioria no parlamento regional, já no País Basco os nacionalistas moderados regressam ao poder, com uma magra vantagem face ao Bildu – o antigo braço político da ETA – que já afirmou que, “chegou a hora de que as decisões deixem de ser ditadas por Madrid”.

O líder do Partido Nacionalista Basco, que conseguiu arrebatar 27 dos 75 lugares no parlamento, falou esta noite do “início de uma nova era para a construção da paz no território”.

No entanto, o PNV tem ainda que conseguir formar uma maioria para governar, num espetro político mais dominado do que nunca pelos independentistas.

Única consolação para Rajoy, a vitória de Nuñez Feijoo, que reconheceu esta noite que, “não é normal que um governo obtenha tanto apoio no momento de crise que atravessamos”.

O Partido Popular galego soma três deputados à maioria absoluta de 38, que detinha desde 2009, face ao recuo dos socialistas e ao retrocesso do Bloco Nacionalista Galego, ultrapassado pelos dissidentes reunidos no movimento “Alternativa Galega”.

Em Madrid, a dirigente do PP nacional não hesitou de falar de um apoio rotundo à política de austeridade do governo central. Uma interpretação que, e apesar do crescendo do nacionalismo no País Basco e na Catalunha, deverá permitir a governo pedir nos próximos dias o tão esperado resgate europeu.