Última hora

Última hora

Obama vs Romney: 3º round - Política externa

Em leitura:

Obama vs Romney: 3º round - Política externa

Tamanho do texto Aa Aa

É o debate que mais interessa ao mundo, mas o que menos determina o voto na América. Barack Obama e Mitt Romney têm logo à noite o terceiro e último frente-a-frente na televisão, 15 dias antes das presidenciais nos Estados Unidos.

A política externa é o cenário para democrata e republicano esgrimirem argumentos. Romney deve já ter feito os trabalhos de casa depois do tiro no pé, na semana passada, quando disse que Obama levou duas semanas a reconhecer como “atentado terrorista, o ataque de 11 de Setembro ao consulado americano em Bengasi, na Líbia, que matou quatro norte-americanos.

Para um analista, apesar do engano em relação à Líbia, Romney tem hoje a “melhor oportunidade” de “revelar” as fraquezas do presidente em termos de política externa.

Irão, China, Síria, Afeganistão, Rússia e Israel vão ser as armas que o republicano irá tentar explorar, alternando entre acusações de falta de firmeza, ou de “abandono”, no caso de Israel.

Quase todas as sondagens dão um empate técnico na corrida à Casa Branca, com ligeira vantagem para Barack Obama que deverá fazer valer o facto de ter cumprido as promessas de retirada no Iraque, de transição no Afeganistão e, claro está, da eliminação de Bin Laden.