Última hora

Última hora

Chineses entram no capital da Aigle Azur

Em leitura:

Chineses entram no capital da Aigle Azur

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo chinês HNA comprou 48% da Aigle Azur, tornando-se assim o segundo maior acionista da companhia aérea francesa.

É a primeira vez que uma empresa chinesa investe no setor aéreo na Europa, integrando-se na estratégia de internacionalização da HNA, como destacou Adam Tan, presidente do Conselho de administração do grupo chinês: “Vamos reforçar a cooperação com a Aigle Azur e criar oportunidades de emprego e expandir-nos para o norte de África e o mercado europeu”.

O setor aéreo é a principal atividade da chinesa HNA, que quer agora reforçar as ligações Paris-Pequim e expandir as rotas para África. O grupo detém 270 aviões e opera voos para 130 cidades no mundo

Aigle Azur é a segunda maior companhia aérea de França, com uma rede de voos para a Argélia, Mali, Portugal, Rússia e Tunísia. No ano passado transportou 1,7 milhões de passageiros.

Giovanni Magi, correspondente da euronews em Paris, acrescenta: “A Europa está em crise, a China não. Não é de surpreender que Pequim venha fazer compras a França e as faça num setor, o do transporte aéreo, que devido à crise está a sofrer mais uma grande transformação”.