Última hora

Última hora

Hungria dividida entre pró e contra primeiro-ministro

Em leitura:

Hungria dividida entre pró e contra primeiro-ministro

Tamanho do texto Aa Aa

Em dia de feriado nacional, a Hungria divide-se ao meio, entre os pró e os contra o executivo de Viktor Orban.

Nas ruas de Budapeste, entre 50 mil e 100 mil pessoas manifestaram-se contra as reformas levadas a cabo pelo governo conservador, num país em recessão onde o desemprego não para de aumentar.

Um protesto que teve o apoio do antigo primeiro-ministro, Gordon Bajnai, que regressa à cena política.

Do outro lado do espelho, estão cerca de 150 mil húngaros em apoio a Viktor Orban.

Aproveitam as comemorações o aniversário da revolta de 1956, contra o regime comunista, para uma “marcha pela paz”, a favor do governo Orban.

Uma manifestação organizada e financiada por empresários e jornalistas próximos do poder, que fretaram autocarros para trazer os manifestantes dos quatro cantos do país e mesmo do estrangeiro.