Última hora

Última hora

Recessão acentua-se em Espanha

Em leitura:

Recessão acentua-se em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Acumulam-se as notícias negativas para o governo espanhol, a começar pelos dados económicos.

A economia contraiu pelo quinto trimestre consecutivo. Segundo o Banco de Espanha, entre julho e setembro, o PIB caiu 0,4%, acumulando, em termos anuais, uma queda 1,7%.

A pressão sobre o governo de Mariano Rajoy para pedir um resgate acentuou-se também com a decisão da Moody’s. A agência de “rating” cortou as notas de cinco regiões espanholas: Catalunha, Estremadura, Castilha- La Mancha, Andaluzia e Múrcia.

A agência tinha mantido, na semana passada, a nota de Espanha um pouco acima do nível “lixo”, mas considera que as regiões têm uma fraca tesouraria.

A decisão da Moody’s acentua ainda mais a dependência financeira das regiões face ao governo central, já a braços com uma elevada taxa de desemprego, uma economia em recessão, uma queda das receitas fiscais e as dificuldades financeiras dos bancos.

Madrid pediu ajuda para o setor bancário, mas resiste a pedir um resgate completo. As taxas de juro da dívida espanhola voltaram a subir e para os economistas o pedido de ajuda é inevitável.