Última hora

Última hora

Fecho de fábrica Ford na Bélgica deixa milhares no desemprego

Em leitura:

Fecho de fábrica Ford na Bélgica deixa milhares no desemprego

Tamanho do texto Aa Aa

O fecho da fábrica de automóveis Ford, em Genk, na Bélgica, marcado para 2014, vai deixar no desemprego 4300 trabalhadores diretos e 10 mil subcontratados.

O anúncio foi feito, esta quarta-feira, por líderes sindicais depois de uma reunião com a gerência. Esta unidade do fabricante de automóveis norte-americano abriu em 1964 e os trabalhadores receberam a notícia com choque.

“Espero que as pessoas responsáveis ​​por tudo isto consigam dormir bem esta noite. Muitas famílias foram postas na rua, como é que os seus filhos vão poder ir à escola, como é que vão estudar é pergunta que deve ser feita”, disse o trabalhador Elbashir Zidan.

“É terrível pensar no que vai acontecer agora. Sou jovem e quero ter um futuro. Vai ser difícil, com dez mil pessoas a perderem o emprego”, disse outro funcionário, Corrado De Quinzo.

A empresa norte-americana explica a medida pela quebra de vendas, decorrente da crise em que a Europa está mergulhada. Há três meses, disse que as perdas no mercado europeu, em 2012, devem atingir os mil milhões de euros.

Os gestores da Ford Europa vão reunir-se com o primeiro-ministro belga, Elio di Rupo, e outros responsáveis para discutirem que apoio pode ser dado aos funcionários.