Última hora

Última hora

Líbia: Bani Walid, o bastião que sobreviveu ao fim da era Kadhafi

Em leitura:

Líbia: Bani Walid, o bastião que sobreviveu ao fim da era Kadhafi

Tamanho do texto Aa Aa

Bani Walid, o antigo bastião de Kadhafi caiu nas mãos de forças fiéis ao governo mais de um ano depois da morte do ditador líbio.

Os ex-rebeldes garantem ter assumido o controlo de uma cidade onde a guerra se prolongou bem para lá do fim do regime, com lutas fratricidas entre diferentes tribos regionais.

Um elemento das milícias pró governamentais expressou a sua satisfação por ter acabado “com tudo o que restava de Kadhafi” – obrigando os fiéis ao ditador morto a fugirem – e por Bani Walid ter sido “totalmente purificada”.

Lançar obuses contra edifícios abandonados, foi outra das formas que os ex-rebeldes encontraram para manifestar contentamento pela conquista enquanto pregavam pelo centro da cidade: “Allahu Akbar”, Deus é grande.

As milícias asseguram que a sua intervenção teve por único objetivo “garantir a segurança em Bani Walid para permitir o regresso das famílias”; que a cidade vai agora “regressar ao controlo do ministério da Administração Interna” e que os ex-rebeldes vão partir.

Mas para as mais de 10 mil famílias que fugiram ao prolongamento da guerra em Bani Walid, o regresso a casa ainda não é certo porque há relatos de que os confrontos prosseguem na cidade.