Última hora

Última hora

Ford aumenta despedimentos na Europa

Em leitura:

Ford aumenta despedimentos na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

A Ford anuncia mais despedimentos na Europa. Depois da fábrica belga de Genk, o construtor automóvel norte-americano vai fechar duas fábricas no Reino Unido e a suprimir quase dois mil postos de trabalho em Southampton e Dagenham.

No total, a Ford vai despedir 6200 pessoas na Europa, onde prevê perdas de 1,5 mil milhões de dólares este ano.

Um dos funcionários britânicos diz: “Trabalhei aqui 25 anos. Vim para aqui quando foi despedido pela Marconi. É perturbante”. Outro acrescenta: “É um pouco suspeito. Penso que os sindicatos foram enganados.” Outro ainda mostra-se descontente mas resignado.

A Ford, tal como fabricantes automóveis, quer face à queda das vendas e ao excesso de produção, após cinco anos de crise no setor na Europa.

A General Motors prevê encerrar uma fábrica na Alemanha. A PSA Peugeot Citroën anunciou o encerramento de uma em França e despedimento de oito mil pessoas.

Os trabalhadores voltaram a protestar esta quinta-feira, enquanto a direção e sindicatos se reuniam com o governo francês. Paris concedeu ajuda à PSA e, sob pressão, a empresa terá aceite negociar a totalidade do plano de reestruturação.

Mas a crise afeta também construtores até agora fortes.

A Volkswagen viu cair 19% os lucros do terceiro trimestre e a Daimler anuncia que não vai conseguir atingir os resultados fixados para este ano.