Última hora

Última hora

Assassínio de diretor da ExxonMobil na Bélgica envolto em mistério

Em leitura:

Assassínio de diretor da ExxonMobil na Bélgica envolto em mistério

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia belga está a investigar o misterioso homicídio de um diretor da ExxonMobil na Bélgica.

Nicholas Mockford, de 59 anos, foi assassinado quando saia de um restaurante italiano de Bruxelas, acompanhado pela mulher, no dia 14 de outubro.

Inicialmente a polícia privilegiou a tese da tentativa falhada do roubo do carro do casal, mas depois do assassínio o carro permaneceu no local.

Este homem diz ter visto “uma mulher no passeio a pedir ajudar aos gritos e um homem caído no chão junto a um carro.”

As circunstâncias do assassínio ainda estão por explicar e os investigadores recusam fazer quaisquer comentários sobre o caso enquanto não forem encontrados eventuais suspeitos.

Nicholas Mockford trabalhava no departamento químico do gigante norte-americano. Ao longo dos 38 anos em que trabalhou na ExxonMobil, o diretor viveu no Reino Unido, na Bélgica e em Singapura. A hipótese de ter sido assassinado por um colega de trabalho está descartada.