Última hora

Última hora

Obama vence Romney na venda de máscaras do Halloween

Em leitura:

Obama vence Romney na venda de máscaras do Halloween

Obama vence Romney na venda de máscaras do Halloween
Tamanho do texto Aa Aa

Em ano de eleições presidenciais, os candidatos são a opção para muitas fantasias do Halloween, ou Dia das Bruxas, uma das festas populares mais apreciadas dos Estados Unidos.

A Federação de Vendas a Retalho estima que 170 milhões de norte-americanos vão celebrar o Halloween, este ano, e que pretendem gastar, em média, 60 euros nos adereços. Mas esta brincadeira pode não ser tão inocente como isso em termos políticos.

“São muito engraçadas, na verdade. A do Obama não está…, quero dizer, tem um sorriso enorme, como se tivesse dentes demasiado grandes. E o Romney fica a parecer gordo”, disse um dos compradores numa loja em Arlington, no estado da Virgínia.

“As máscaras do Obama têm-se vendido um pouco mais do que as do Romney. É interessante porque reflete as projeções para o resultado eleitoral”, disse o funcionáro da loja Spirit Halloween, a maior cadeia do genéro nos Estados Unidos, referindo-se a uma previsão feita desde 1996, com base nas vendas em mil lojas.

Acertaram sempre no vencedor das últimas quatro eleições.

O correspondente da euronews nos Estados Unidos, Stefan Grauber, questiona porque é que “alguém paga 20 dólares, cerca de 15 euros, por uma máscara do Obama ou do Romney? Quer apoiar o candidato ou pregar um susto de morte? Esse é um mistério do Halloween”.