Última hora

Última hora

Obama vence Romney na venda de máscaras do Halloween

Em leitura:

Obama vence Romney na venda de máscaras do Halloween

Tamanho do texto Aa Aa

Em ano de eleições presidenciais, os candidatos são a opção para muitas fantasias do Halloween, ou Dia das Bruxas, uma das festas populares mais apreciadas dos Estados Unidos.

A Federação de Vendas a Retalho estima que 170 milhões de norte-americanos vão celebrar o Halloween, este ano, e que pretendem gastar, em média, 60 euros nos adereços. Mas esta brincadeira pode não ser tão inocente como isso em termos políticos.

“São muito engraçadas, na verdade. A do Obama não está…, quero dizer, tem um sorriso enorme, como se tivesse dentes demasiado grandes. E o Romney fica a parecer gordo”, disse um dos compradores numa loja em Arlington, no estado da Virgínia.

“As máscaras do Obama têm-se vendido um pouco mais do que as do Romney. É interessante porque reflete as projeções para o resultado eleitoral”, disse o funcionáro da loja Spirit Halloween, a maior cadeia do genéro nos Estados Unidos, referindo-se a uma previsão feita desde 1996, com base nas vendas em mil lojas.

Acertaram sempre no vencedor das últimas quatro eleições.

O correspondente da euronews nos Estados Unidos, Stefan Grauber, questiona porque é que “alguém paga 20 dólares, cerca de 15 euros, por uma máscara do Obama ou do Romney? Quer apoiar o candidato ou pregar um susto de morte? Esse é um mistério do Halloween”.