Última hora

Última hora

México: Mães reclamam filhos desaparecidos

Em leitura:

México: Mães reclamam filhos desaparecidos

Tamanho do texto Aa Aa

Tultitlan, no México, foi palco, sexta-feira, de uma manifestação de centenas de mães e familiares em memória dos migrantes, que desapareceram durante a tentativa de chegar aos Estados Unidos da América.

Com elementos provenientes de vários países da América Central, há seis anos que o grupo viaja por todo o México, à procura dos familiares.

Os manifestantes acusam as autoridades mexicanas de não zelarem pela segurança daqueles que tentam encontrar uma melhor vida, no norte.

Uma mãe de um migrante desaparecido afirma que estão “zangados e queremos saber o que se está a passar! Toda a gente pode passar por aqui e são filhos de alguém. Não podem tratar os imigrantes desta maneira!”

Outra afirma que “o México é um constrangimento para o mundo! É considerado o país que mais mal trata os migrantes, em todo o mundo.”

O grupo de mães e familiares de migrantes estima que cerca de 70 mil pessoas, da América Central, tenham desaparecido nos últimos seis anos.

Têm sido descobertas várias valas comuns, ao longo da fronteira entre o México e os Estados Unidos.

Todos os dias centenas de migrantes tentam embarcar n’ “A Besta”, um comboio de mercadorias, com destino aos Estados Unidos da América.