Última hora

Última hora

Mil observadores internacionais nas eleições da Ucrânia

Em leitura:

Mil observadores internacionais nas eleições da Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de mil observadores internacionais estão na Ucrânia, para supervisionar o ato eleitoral.

800 trabalham para a Organização de Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), os outros representam a NATO, o Parlamento Europeu e o Conselho da Europa.

Uma equipa da euronews acompanhou uma delegação a cem quilómetros da capital, Kiev:

“Eles têm uma tradição diferente da nossa. Os observadores mantém-se longe dos eleitores e da sua identidade, mas as coisas parecem estar a correr bem nesta assembleia de voto”, diz o vice-presidente do parlamento Europeu, Mario David.

Uma eurodeputada sueca diz que as informações que receberam de organizações internacionais como a OSCE, que estiveram no terreno durante muito tempo e têm experiência, é a de que o quadro era muito negro”.

A eleição decorreu sem incidentes e a população não se sente afetada com a polémica sobre as possíveis fraudes denunciadas pela oposição.