Última hora

Última hora

Comemoração da fundação da República turca manchada por confrontos

Em leitura:

Comemoração da fundação da República turca manchada por confrontos

Tamanho do texto Aa Aa

Em dia comemoração, a Turquia foi palco de confrontos violentos. Esta segunda-feira, data do 89.° aniversário da fundação da República turca, milhares de pessoas desfilaram pelas ruas de Ancara.
 
Indiferentes à proibição da marcha, decretada pelo Governo por razões de segurança, os manifestantes responderam à convocatória do maior partido da oposição, o Partido Republicano do Povo (CHP).
 
Mas o desafio culminou com a intervenção das autoridades. Cerca de cinco mil polícias não hesitaram em usar canhões de água e gás lacrimogéneo para dispersar os protestos, encabeçados por Kemal Kiliçdaroglu, líder do CHP.
 
Os manifestantes acusam a formação rival liderada pelo primeiro-ministro Tayipp Erdogan, o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP), de origens islamitas, de eliminar os “valores da República”. Dizem também que o AKP está a minar a laicidade da Turquia, um legado de Mustafa Kemal Atatürk, fundador do Estado turco moderno.
 
Nos últimos anos, as celebrações do Dia da República na Turquia converteram-se num símbolo de divisão.
 
A República turca foi fundada em 1923 sobre as ruínas do Império Otomano.