Última hora

Última hora

EUA: Furacão Sandy relega presidenciais para segundo plano

Em leitura:

EUA: Furacão Sandy relega presidenciais para segundo plano

Tamanho do texto Aa Aa

O furacão Sandy relegou as eleições presidenciais americanas para segundo plano. Os dois candidatos anularam os comícios nas zonas costeiras do leste dos Estados Unidos que deverão ser atingidas esta terça-feira. O presidente Barack Obama visitou no domingo, em Washington, a sede da agência federal que gere as situações de emergência e lançou o alerta:

“Esta é uma tempestade grande e séria. A minha primeira mensagem é para todas as pessoas que vivem na costa leste, em particular na metade norte: esta tempestade tem de ser levada muito a sério.”

As imagens de Nova Orleães devastada pelo furacão Katrina em 2005 assombram os responsáveis políticos das áreas potencialmente afetadas. As ordens de evacuação multiplicam-se e as autoridades apelam às populações para se dirigirem para locais elevados.

Em Nova Iorque, os transportes públicos estão parados desde domingo à noite. E até a bolsa de Wall Street se encontra hoje encerrada, o que não acontecia desde os atentados do 11 de setembro de 2001.

Os casinos de Atlantic City, em Nova Jérsia, os teatros da Broadway ou a sede da ONU, em Nova Iorque, foram igualmente encerrados. Nas zonas em risco vivem cerca de 50 milhões de pessoas.