Última hora

Última hora

Síria: Atentado mortal e bombardeamentos aéreos em Damasco

Em leitura:

Síria: Atentado mortal e bombardeamentos aéreos em Damasco

Tamanho do texto Aa Aa

Um atentado num bairro de Damasco fiel a Bashar al-Assad provocou a morte a dez pessoas, enquanto outras áreas da capital síria, dominadas por combatentes da oposição, foram alvo de violentos bombardeamentos aéreos.

A violência desta segunda-feira foi mais uma demonstração da inutilidade dos esforços do emissário da ONU e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi, que tinha mediado uma trégua de quatro dias por ocasião da festa religiosa do Eid al-Adha. O diplomata argelino reconheceu o fracasso da iniciativa durante uma visita a Moscovo, na qual esteve reunido com o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov.

“Eu tenho chamado ao que se está a passar na Síria de guerra civil. Na verdade, uma das raras coisas em que os dois lados estão de acordo é que não se trata de uma guerra civil. Eu vi na televisão uma mulher que dizia ter dois filhos a combater, um no exército regular, outro no exército sírio livre. Se isto não é uma guerra civil, não sei do que se trata” – afirmou o diplomata argelino.

Lakhdar Brahimi desloca-se a Pequim depois da visita a Moscovo. O emissário da ONU e da Liga Árabe tenta convencer a Rússia e a China da necessidade de votar uma resolução no conselho de segurança que possa colocar um termo ao conflito. Moscovo e Pequim bloquearam três resoluções que condenavam o governo de Assad pela violência na Síria.