Última hora

Última hora

Likude e ultra-nacionalistas fazem frente eleitoral em Israel

Em leitura:

Likude e ultra-nacionalistas fazem frente eleitoral em Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Foi de braço no ar que os delegados do partido de direita, Likude, do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahou, aprovaram a constituição de uma frente eleitoral, com os ultra-nacionalistas do Israel Beitenu.

O ministro Michael Eitan pretendia que o escrutínio fosse por voto secreto.

A proposta foi de Benjamin Natanyahou:

“Quero deixar isso bem claro, o Likude continuará a ser um partido independente, um partido que vai continuar a seguir o seu caminho. Vamos garantir a segurança de Israel, a segurança do Estado de Israel, a herança de Israel”.

O Israel Beitenu é liderado pelo atual ministro dos Negócios Estrangeiros. A sua base de apoio radica nos judeus oriundos da antiga União Soviética.

Com esta frente eleitoral, a vitória do bloco de direita fica mais facilitada, como diz uma analista:

“Agora, se não houver resposta do centro-esquerda, provavelmente, já estamos a ver o resultado das próximas eleições. Se não houver uma resposta que una alguns partidos de centro-esquerda, isto vai ser um jogo aberto”.

As eleições estão marcadas para 22 de Janeiro, oito meses antes do fim da legislatura.

Netanyahou diz que os défices financeiro e de segurança justificam esta coligação.