Última hora

Última hora

O reverso da austeridade em Espanha

Em leitura:

O reverso da austeridade em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

A austeridade está a impedir a Espanha de sair da recessão, a aumentar a inflação e a minar o consumo. O panorama é dado pelo Instituto de Estatística espanhol e põe em causa as declarações do chefe do Governo, Mariano Rajoy, que assegurou que um pedido de resgate financeiro não é indispensável para já.

Empenhada numa corrida contra o défice, a economia espanhola enfrenta o quinto trimestre negativo consecutivo. A recessão prolongou-se no terceiro trimestre deste ano, com um recuo do PIB de 0,3 por cento.

Só que num país em que uma em cada quatro pessoas está no desemprego, a dieta da austeridade está a emagrecer o bolso dos consumidores: entre 2007 e 2012, os lares espanhóis reduziram as despesas em cerca de oito por cento. Só em setembro, as vendas a retalho caíram 10,9 por cento, no mesmo mês em que o IVA subiu de 18 para 21 por cento.

O problema é que o aumento do IVA fez subir os preços e, segundo a lei, o Governo deve aumentar as pensões da reforma em função da inflação. Algo que lhe poderá custar qualquer coisa como 3,5 mil milhões de euros, de acordo com os economistas, e contrariar todos os esforços de redução do défice.