Última hora

Última hora

Polónia nega a existência de explosivos no avião de Kaczynski

Em leitura:

Polónia nega a existência de explosivos no avião de Kaczynski

Tamanho do texto Aa Aa

O ministério público polaco desmente que haja indícios de explosivos nos destroços do avião que vitimou o antigo presidente Lech Kaczynski.

A informação tinha sido avançada, esta terça-feira, por um jornal polaco. Na notícia não foram mencionadas fontes.

O líder da oposição acusa o governo polaco de tentar esconder a verdade.

“Os procuradores militares primeiro disseram que não foram encontrados explosivos nos destroços, depois disseram que ainda estavam a ser feitos testes. Existem dúvidas. Parece-nos uma intrujice,” afirma Jaroslaw Kaczynski.

O primeiro-ministro, Donald Tusk, repudia as acusações e acusa o líder da oposição e irmão gémeo do antigo presidente, de fragilizar o estado e o país.

“É totalmente inaceitável que o líder da oposição use informações falsas da imprensa. Isso, de facto, devasta a vida pública na Polónia, pois destrói o estado polaco,” acusa o primeiro-ministro.

O avião que vitimou o antigo presidente Kaczynski caiu em abril de 2010, em território russo.

Os investigadores russos atribuíram o acidente a uma falha dos pilotos polacos. Esta tese é repudiada pela oposição, que insiste em atentado.