Última hora

Última hora

Ucrânia: Oposição denuncia roubo eleitoral

Em leitura:

Ucrânia: Oposição denuncia roubo eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição ucraniana denuncia uma fraude maciça nas eleições legislativas de domingo. De acordo com os resultados preliminares, o Partido das Regiões, do presidente Viktor Yanukovich, foi o mais votado. Metade dos 450 deputados é eleita pelo método proporcional e a outra metade por círculos uninominais.

Para o primeiro-ministro Mykola Azarov, “o número de violações registada, assim como a sua natureza, não coloca em causa a legitimidade destas eleições.”

Esta opinião não é partilhada por muitos dos vencidos. É o caso da coligação Oposição Unida, da qual faz parte o partido de Yulia Tymoshenko, atualmente a cumprir uma pena de prisão. De acordo com os resultados preliminares a aliança surge na segunda posição.

“É impossível dizer que isto são eleições legislativas, trata-se de um roubo! – afirma Olenksar Turchynov – O governo tenta manipular a vontade dos cidadãos ao manipular a contagem dos votos.”

A existência de irregularidades é reconhecida por todos mas para o analista político Kostyatyn Matviyenko o resultado final não sofre contestação:

“Alguns votos foram roubados – tenho escutado as queixas dos candidatos e não tenho razões para duvidar destas alegações, mas de uma forma geral o resultado reflete a tendência geral.”

O escrutínio foi criticado pela OSCE e pela União Europeia. A Rússia considerou o sufrágio democrático.