Última hora

Última hora

Gallois apresenta terapia de choque para a economia francesa

Em leitura:

Gallois apresenta terapia de choque para a economia francesa

Tamanho do texto Aa Aa

Para recuperar a competitividade, a França tem de baixar o custo do trabalho em 30 mil milhões de euros. A redução das cotizações sociais é a principal das 22 medidas propostas por Louis Gallois. O antigo patrão da EADS, comissário geral para o Investimento, preconiza uma terapia de choque, depois da economia francesa ter pedido 750 mil empregos na última década.

Na entrega do relatório ao governo, Louis Gallois afirmou: “Parto de um diagnóstico severo do declínio da indústria francesa, um declínio que se acelerou na última década. Proponho 22 medidas, que chamo de ‘choque de competitividade’ e que é, de facto, um ‘choque de confiança’”.

A indústria francesa tem um dos maiores custos horários de mão-de-obra. O valor é de 35,90 euros, acima da média da zona euro (29,7 euros) e de países como Alemanha (35,4), Itália (26,5)ou Espanha (21). No Reino Unido o custo por hora é inferior a 16 euros.

Baixar as cotizações patronais e salariais para a segurança social implica refazer as contas, quando o presidente François Hollande se comprometeu a baixar o défice público.

O governo tem rejeitado um aumento dos impostos, como o IVA, para não penalizar o consumo. A questão será, por isso, difícil mesmo se o ministro da Regeneração Produtiva, Arnaud Montebourg, não poupa esforços para defender o “Made in France”.